segunda-feira, 15 de março de 2010

O meu silêncio
é azul

gosto de subir
no monte
na falésia mais alta

e me deter
entre as águas
e o horizonte
sem fim

nas pedras,
onde andorinhas descansam e
tantas sobrevoam os caminhos,
com o vento.

O mar
aqui de cima
é um manto ondulado,
com pequenos bordados
nos cantos,
que tocam as pontas
e os pés.

Eu estou só,
com meu silêncio,
nesses montes
de areia

A andorinha seguiu
com o vento, abrigando
entre as asas
pedaços
do céu.


(Portugal - Algarve - Lagos - ago/2009)

6 comentários:

Salamandra Malandra disse...

pedrinha atrevida da próxima vez que vc arrancar do canto dos meus olhos um tiquinho de lágrima que seja peça licença.

eu tbém estou só numa montanha silenciosa, o vento sul bate forte...

Burlesca disse...

Ah que coisa rendada essa Pedrinha!

fochesatto disse...

slow motion expectations.

Katyussa Veiga disse...

as bordas rendadas do teu mar desnudaram um pedaço do meu silêncio..

gracias!

mari dutra disse...

estive junto alguns momentos.

pedrinha disse...

há um pedaço calado em todo tiquinho de mar.