quinta-feira, 28 de janeiro de 2010



meo eucípedes,

Carrego sim nosso passado nas costas do meu novo sotaque, algum problema? Do lugar que criei saudade já esqueci até o nome, tem razão. Não sei você, mas por aqui passo as tardes a limpo embaixo de sombras de folhas de cimento. O trânsito não é como o do mês passado, está voltando ao normal. Ontem mesmo fiquei dias esperando o sinal abrir, parada, em frente daquela promessa vazia 24 horas onde compramos nossa primeira ponte de concreto, lembra? Concordo quando diz que os detectores de metal de hoje em dia procriam mentiras desonestas em proporções continentais. O jornalismo é podre mesmo. Mas não se zangue, li que dentro em breve árvores de latas de Coca-Cola gelada nascerão as dúzias em praças públicas. Por enquanto, continuo classificando como art noveau tudo o que não sei dizer, aliás, fiz um colar com minhas velhas desculpas. Vintage, né? Apesar de seus pesares, meus anos contidos no RG foram multiplicados por números primos de primeiro e segundo grau. Mesmo assim, aceito de bom grado seus elogios hipertensos. Entretanto, informo que meu presídio já não tem capacidade para promessas de alta periculosidade. Sobre as previsões astrais que embrulhou, eu as deixo para quem quer que seja.

- Um kg de gentileza, por favor.
- E pra beber? Hoje é promoção de paciência!
- Por favor, um copo grande. Ah,
e inteligência tem pra vender?
- Sim. Tem livro-limão, caramelo-calculadora e bíblia-biscoito.
- Pode ficar com o troco.

8 comentários:

Débora Cecília disse...

escreve mais? muito mais?

Salamandra Malandra disse...

ei sêo moço, me passa aquela pasta que eu esqueci no passado e me dê duas cueca-cuelas de trás pra frente. oberigadu.

Jade disse...

e sol e chuva repartiam o arco-íris no frescor e euforia dos que sabem relembrar.

Sabrina Gahyva disse...

como quando subíamos num foguete de mãos dadas a um urso de óculos

selene disse...

a primeira ponte de concreto nunca se esquece...

b.m disse...

essa foi a maior das mentiras.

Sabrina Gahyva disse...

então nossa cor é cinza.

fochesatto disse...

quer dizer então que vocês chegaram.