quarta-feira, 9 de dezembro de 2009


seus cigarros alongavam pulmões e bocas aumentadas
Lábios cinzentos e pulmões que emitiam raios laser
Bruno me acordara em um domingo aviasndo-me de nossa irmandade
Tinha um pacto suspenso e um sangue flutuante que escorria dos meus cabelos
dentes mastigavam livros e frases como ' posso finfgir de todos mas nao posso fugir mde mim"
posso me despistar quando placas sinalizam pássaros de ouvidos pra bocas
borras impetradas a cada revogação de liminar
era dele toda a forma de anoitecer sombras
também tinha o habeas corpus de galos que cantavam à meia-noite
de garrafas pet brotavam flores e de flores nasciam promessas
Promisses retornáveis
demoro
vai se fú
nem, se eu tivesse dois cus
então isso aqui vai pros anais
éramos três e vc se lembra
lembro daquele momento endemoniado
daquele minuto em que meu corpo vestia outra pessoa
até que o apanhador de carrapichos apareceu.
você sempre usava broches de capim e falava de coisas naturais

3 comentários:

Fábio disse...

To olhando aqui o site... muito legal, olha eu tb tenho um blog acessa la www.ecosodotelecoteco.blogspot.com . Abraço e sucesso aí

Salamandra Malandra disse...

eu quero todas as mentiras lidianísticas/sabrinísticas/arthurzísticas em meu peito oco preenchido por um amor proibido por outros, amado por dois, onde caio sem me querer levantar.

4rthr disse...

eu só minto se é verdade.