segunda-feira, 22 de novembro de 2010


Nós, que já não cicatrizávamos e tampouco sabíamos a origem do silêncio, passamos os últimos sete anos professorando sobre anti-dança e conceitos plurais da solidão.


- Tem muita gente indo pra lugar nenhum.
- Brasília saiu de moda no carnaval de 61.
- Não importa. Todo cuidado é pouco quando se trata de vírgulas.

5 comentários:

Katyussa Veiga disse...

desde aquele 61
escuto esquecimentos agonizando pelo setor de poeira sul

Katyussa Veiga disse...

alí..
onde o silêncio nem fala
por excesso de secura nos dedos

Salamandra Malandra disse...

olha, as tomadas do tempo dizem algo diferente.
61, 72, 83, o que importa.
basta que cruzemos os dedos.

Katyussa Veiga disse...

viciei-m'em morder o cruzado dos dedos

Sabrina disse...

O esquecimento está para o desespero como a teoria geral da biblioteca está para o infinito. digo, o carnaval enobrece.