quarta-feira, 18 de agosto de 2010

LUA NOVA

O centro da cidade tá escurecendo. Mas tu entende? Entende mesmo? E quando eu vim parar aqui eu era lua cheia.
Tudo que eu disse-quero, eu tive.
Tudo que toquei foi ouro;
tudo que olhei foi meu.

Olha agora essa lua disforme surgindo na nuvem.

Nem cheia, nem meia, nem nova.
Não saberia dizer, lua morna.

Mas tu entende porquê não dá certo? Eu era agora, desperta, desesperada. Puro fogo. Mas de repente fui minguando nessa obsessão de ser tudo como se as partes fossem caindo devagar, mas rapidamente. Como quebrasse um vaso de cristal puro e, conferindo os restos, só houvesse vidro.

E eu perdi meu nome
meu norte
meu nada.

Entende? Tudo nessa velocidade atemporal, das coisas velozes que passam em câmera lenta. Assim, semi-nua
meia-lua.

Fui perdendo cabelo
perdendo tesão
perdendo dinheiro.

Pendendo tudo - perdendo tu.

Mas deixa, está escurecendo e tens que voltar pra casa. Tens que enviar aquela carta prometida para ella, em que falará que estoy bien y no te olvidaré, usando as parcas palavras do teu portunhol. Teu desejo é assinar a carta dizendo saudades!, mas para que ela te entenda, dirá apenas te quiero! Vai. Anoitece. A distância não permite desculpas, não perdoa atraso. E tua sombra, alta e esguia, como só a sombra dos homens baixos e opulentos se permite ser, se distancia, a passo largo.

No caminho, aquela dor de ter me feito triste se confunde em náusea com essa coisa de verdade que tu sente. Entende porque não deu certo? Não te preocupes, a escuridão do centro me protege ainda. E ela quem me ouvirá dizer, de mãos dadas com o vento, que hoje eu sou lua nova. (Mas acho que prefiro mesmo que tu caminhe as próximas quadras com esse remorso de mim, que perca o sono em desculpa). Que entendas estes pequenos milagres: o centro está escurecendo ao meu redor.

4 comentários:

pedrinha disse...

lindo, Dutrinha!
sua romântica de merda haha

Fabiano R Battaglin disse...

Quando eu não entendo é porque é ótimo.
Até porque, quando eu não entendo as vezes significa q eu entendi demais. Que eu entendi de umas 3 maneiras diferentes.
Essa pluralidade que me fez gostar muito (as 3 vezes)

Luísa Alves disse...

Oi? Me identifiquei. Ou tu que te identificou comigo? :)

Salamandra Malandra disse...

perdeu playboy