quarta-feira, 4 de novembro de 2009

A magica da vida se fez presente enquanto eu me divertia com meus cinco dedos.

Eu chorava jujubas por voce, percebe?

Me postei a lamber minhas lagrimas para que voce nunca chegasse perto daquela tristeza morta; e comecei a acreditar nas terças-feiras, nas cantoras e nos mentirosos mais lindos, de preferencia os de olhos azuis. Parei de me ver no espelho em tons pardos e tomei um banho de sol para ter forças ao gritar: SABRINA, voce e minha mulher.

Sem acentos e sem vertentes.

3 comentários:

fochesatto disse...

mas com muito (aquela palavra feia).

Sabrina Gahyva disse...

meo,
devolve o acento agúdo que você tirou do meu pescoço.

Anônimo disse...

jujubas voadoras doces.
now i lie, when i talk.
VOA.