sábado, 25 de julho de 2009

SEXO!

SEXOQuando nossos corpos se tocam / Mesmo por cima da roupa / Sinto o calor que vem do teu corpo / Misturando ao calor do meu / São gotas do suor / Gotas de quem esperou por esse momento / Agora, as roupas vão caindo / Revelando o sexo nervoso / Sexo endurecido / Sexo umedecido / Mãos que seguram sexo / Mãos que penetram sexo / Línguas que lambem / Sexo que arrepia / Sexos que se encontram / Enfim / Sexo que agasalha / Sexo que desbrava / Acabamos / Me deito sobre o teu peito/ Sinto o cheiro do meu sexo, / No teu / Sinto o teu cheiro misturado / Ao meu / Cheiro do gozo supremo / Cheiro do sexo / Que eu adoro

2 comentários:

Sabrina Gahyva disse...

manhãs não sentem vergonha.
bienvenido sr.

Drailler disse...

jamais sentirei vergonha, pois desconheço esta palavra...rs