domingo, 10 de fevereiro de 2008

deus


a idéia que tenho de deus
é como um sujeito
que saiu pra comprar cigarros
e depois
ffffffffffff...
não é que eu seja
um ateu convicto, ou à toa.
o problema todo
é que eu também fui,
bbbbbbbbbbcom ele,
comprar os malditos cigarros.
dizem que deus é bom e é pai
e eu sempre gostei
de andar muito bem acompanhado.

Ilustração: fotografia do escritor, dramaturgo e cineasta José Agrippino de Paula, falecido ano passado, guru sacramentado da Tropicália que, convenhamos, tem um certo ar de divindade na imagem

Um comentário:

Sabrina Gahyva disse...

nunca viu barba tão gorda?

pegando o atalho http://www.estado.com.br/editorias/2007/09/02/cad-1.93.2.20070902.2.1.xml
dá até pra saber um pouco mais, bastante, nada desse tal Agrippino