sexta-feira, 15 de abril de 2011

Quarto e sala,

Hoje meus cômodos poros se abriram logo na calçada da casa. Limpei meus pés. Quisera eu entrar. Subir as escadas. Respirar o jardim. Cozinhar as panelas. Fazer da mesa bancos, dos bancos portas, das portas janelas, das janelas quintal. Será que os vizinhos vão perceber?Acho que não, há muitos carros lá fora. Você vê? Os canais estão abertos. Limpei meus óculos. Hoje meu caos telhou nosso grande horizonte. Amanheceu com sombra. Sinto falta. Na correria. No engarrafamento. No trabalho, no atalho, no acordar cedo e dormi mais tarde, no caminhar circular, contramão, contra os muros, contra os murros  que vão virando árvores que vão virando nuvens estampadas pra passarinho voar.  Tá chovendo lá fora ou será que é a torneira que esquecemos aberta?

2 comentários:

4rthr disse...

Estamos chovendo constantemente.
Um no outro.

Sabrina disse...

acho que tem muito de vc nesses cômodos.