sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

Soluço


Entre os fios azuis de sua peruca triste via, de resbalo, os olhos que a esperou durante meses. Mesmo longe sentiam-se quentes, quase tocavam-se. Durante uma lágrima e outra, entre a alternância do riso com o soluço escondido, um samba triste passeava por seus ouvidos fazendo-a bailar ao redor da mesa de bilhar. Cantou e soluçou baixinho até explodir o silêncio. "É mais um samba que eu faço."
.
Vez em quando dona Voz é valente e sai sem medo da garganta triste que aperta.
.
ô se é!
.
.
#foto, gettyimages.

2 comentários:

Sabrina Gahyva disse...

festa acabada: músicos a pé, músicos a pé, músicos a pé

katyussa veiga disse...

dona gahyvota sempre dita ditados exatos..