terça-feira, 20 de novembro de 2007

Queres café, mi vida?

*Por obséquio: ilustração de Fernando Zarpa.

Trocou Hendrix por Piaf e pela última vez naquele minuto tentou lamber o próprio ego. Tocou o pescoço, cheirou mais um canto de parede, mastigou a porta da frente. Entrou. Nua, rasgada, quente.
O labirinto arrepiou.

3 comentários:

Anônimo disse...

Sassá!! não nos depedimos, por isso vou fingir que vc tá sempre aqui pertinho e que não estamos nos vendo por falta de tempo, mas que sempre pode ter aquela possibilidade da gente se encontrar furtivamente num almoço ou num boteco!!
Te amo menina!!
Beijos!!!
Sabrina Lepinsk Romio.

Pedro disse...

Sirva-te!

Anônimo disse...

Arrepiado fiquei eu Sabrina, que delícia de txt.

beijos,

Claudio