segunda-feira, 26 de novembro de 2007

De Nuevo. Hoje estive sob as nuvens. Durante o tédio, rabiscos en español e o mau hálito do senhor da poltrona ao lado, pedi uma cerveja. Então, pedi outra cerveja. Logo notei, eu estava bebendo de graça. E beber de graça é sagrado de onde eu venho.

Pedi a terceira e descemos em Vallegrand.

2 comentários:

Sabrina disse...

não fosse o mau hálito, diria que foi acto de deus.

fochesatto disse...

porque quem tem uma caixa de cerveja, mon cher, não tem nada.